PASTORES SAUDÁVEIS

Trabalhar ajudando colegas de ministérios deveria ser dever de todo pastor. Ao longo dos anos aprendemos que o pastor precisa ser também pastoreado, cuidado e compreendido por outros colegas de ministério, sem pretensão alguma; sem interesses pessoais, a exemplo de Barnabé que ajudou a Paulo a se erguer ministerialmente.

Realizar um ministério de ajuda a pastores e igrejas sem buscar proveito próprio é um desafio que sempre temos de enfrentar, porque é um ministério que tem de ser feito com ética e critérios bíblicos, ainda que soframos com pastores e igrejas que sequer sabem o que é abençoar o pregador ou o que significa dar uma oferta de amor, mesmo assim, nosso procedimento tem de ser o de Jesus e de Paulo. Não buscamos o nosso benefício, mas dos irmãos.

Os pastores que necessitarem de ajuda nos procurarão e não seremos pesados a nenhum deles, nem estarão debaixo de nossa liderança. Todos estarão sujeitos ao Espírito Santo. A liderança pertence a Jesus Cristo, qualquer homem neste processo será um servo, um ajudante. Em hipótese alguma a doença predominante na liderança eclesiástica poderá entrar aqui: “Que Deus nos livre disso!”

Modelo exclusivo a ser seguido: Bíblico descrito por Jesus Cristo e pelos Apóstolos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image