MISSÕES – LIÇÃO Nº 1

MISSÕES – LIÇÃO Nº 1

Não se pode falar em missões sem crer nestes versículos. Neles estão contidos as leis sobre missões:

  • obediência
  • testemunho
  • prática

Mateus 28:18-20

Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra.

Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

Marcos 16:15-18

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.

Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.

Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados.

De fato, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à destra de Deus.

E eles, tendo partido, pregaram em toda parte, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam.

Lucas 24:47-49

e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém.

Vós sois testemunhas destas coisas.

Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder.

Atos 1:4,8

E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.

Atos 2:4

Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

Jesus comissionou os seus discípulos a irem e pregarem o Evangelho e fazerem sinais. Mas antes de irem ele ordenou que esperassem o revestimento do alto. É crucial para se fazer a obra de Deus ter um convívio íntimo com o Espírito Santo, é preciso conhecê-lo para saber operar nos seus dons. Ao vermos os resultados obtidos pelos discípulos ficamos ruborizados ao comparar com os nossos resultados. Mas é possível sermos como eles. Jesus disse que iríamos fazer as mesmas obras que ele e ainda faríamos obras maiores que as dele, desde que não o limitemos com a nossa falta de fé. “Se creres verás a glória de Deus.”

Missões iniciam-se em nosso território:

  • Jerusalém (nossa cidade)
  • Judéia (nosso estado)
  • Samaria (nosso país)
  • Os confins da terra (os outros países)

Muitos querem ir sem fazer nada a sua volta, sem desenvolver os dons do Espírito Santo, sem obedecer ao seu pastor local, sem orar incessantemente, sem ter comunhão íntima com Deus, sem desenvolver a sua fé. Acham que treinamento é dado em seminários. O maior erro que alguém, que tem a chamada de Deus, pode fazer é ir para um seminário, pois lá esta pessoa vai se encher de conhecimentos meramente teóricos, cheios de técnicas humanas, de conceitos que ná prática não funcionam. A maioria dos missionários enviados somente por causa de um seminário são grandes fracassados… A Bíblia é o maior seminário que existe, e o Espírito Santo o maior professor. Depois vem os verdadeiros apóstolos, profetas, pastores, evangelistas, mestres, todos incorporados no conceito da Igreja. O melhor seminário é servir na Igreja local, estar ao lado do pastor, como estavam Hur e Arão ao lado de Moisés, sustentando os seus braços, orando com ele, visitando, e quando for possível e preciso substituindo-o na pregação da palavra. Claro que existe maus pastores, verdadeiros mercenários, mas isto fica para outra lição. Mas falando dos verdadeiros pastores… Então, missões iniciam-se em Jerusalém (sua igreja local ao lado do seu pastor local) sem isso não há missões.

Hoje muitos “apóstolos” se gabam do número de “igrejas” que possuem, mas para que eles possam ter este número elevado enviam pessoas completamente despreparadas, neófitos, e por isso vemos tantos disparates, tantas rebeliões. Seminário não prepara ninguém, muito pelo contrário – desprepara! Muitos professores de seminários são pastores frustrados que passam sua frustração aos alunos, muitos alunos que tinham um fé genuína passam a ser verdadeiros ateus, na acepção da palavra.

Não existem campos difíceis, existem sim pessoas despreparadas, pessoas sem fé. Jesus ao ver a incredulidade do povo ia de aldeia em aldeia ensinando a palavra de Deus. “A fé vem pelo ouvir e ouvir da palavra de Deus”. Em alguns casos os resultados não são imediatos, por isso o ministro (ou missionário) deve ser paciente, ensinando, redarguindo, esperando que Deus de graça aos que o ouvem.

Espírito de Fé – crucial para desenvolver o ministério. Ninguém deve sair de sua cidade, de sua casa, de sua família sem possuir esta arma.

Muitos missionários fracassam, porque estão sempre dependentes financeiramente da sua “ matriz”. Dão sempre as desculpas: “o povo é pobre”, “é muito difícil”, etc… A pobreza está no coração das pessoas (do missionário). Ao ouvirmos falar de missões, aparece um missionário com sapatos furados, roupas surradas, mostrando fotografias ou vídeos de extrema pobreza, procurando sensibilizar os seus ouvintes., mostrando que viver pela fé é algo muito ruim, mostrando que Deus é um tirano e que não sustenta os seus filhos. Isto é revoltante pois isto não é verdade. Deus com certeza supre as nossas necessidades.

O problema é que as pessoas ao irem para um país qualquer e por estarem fora, pensam como trabalhadores de multi-nacionais que ao irem para países de risco recebem salários em dobro. É necessário ter dependência de Deus. Muitos dependem de irmãos, da missão, da igreja local, por isso fracassam. Não podemos limitar a Deus. Fé é dependência total de Deus, não é viver de problema em problema, mas de vitória em vitória. Implica também em quebrar pontes, queimar carros, comer os bois (exemplo de Eliseu). Não podemos ficar presos a alguma coisa, porque ao menor sinal de problema a tendência é querer largar tudo e voltar. Quem lança mão do arado e olha para tráz não é digno de Jesus.

Outro aspecto importante é a esposa. Muitas delas estragam o ministério dos seus maridos porque não se desligam de suas famílias. A Bíblia diz: deixará o homem seu pai e sua mãe e serão ambos uma só carne; isto se aplica também as mulheres. As mães tem uma tendência de se tornar mesquinhas, e usam de jugo e manipulação para com suas filhas, isto é um problema muito sério que tem acabo com muitos casamentos e com muitos ministérios. O diabo se infiltrou com toda força em muitos casamentos porque as esposas não souberam se desligar de suas mães.

Por isso, muito cuidado antes de casar, olhos bem abertos, porque depois de casar olhos bem fechados. Alguém disse:

  • Vai ao mar? Pense duas (2) vezes
  • Vai a guerra? Pense cinco (5) vezes
  • Vai casar? Pense dez (10) vezes

Há que entender que o casal deve separar de suas famílias, dos seus pais, porque se isto não ocorrer haverá problemas. Se os dois não tiverem o coração na obra de Deus não vai dar certo. Mc. 10:29-30

O caso de Josué:

Tornou-se líder e Deus lhe aconselhou: Js. 1. É o mesmo conselho para quem quer ir para missões. Esta pessoa precisa aprender a animar-se a si mesmo.

Um soldado, na guerra, não vai ligar para o general sempre que o inimigo aparecer em sua frente, ele foi treinado para usar as armas disponíveis e deverá lutar e vencer. Jesus nos deu poder e autoridade. Nós temos armas espirituais a nossa disposição e devemos usá-las. Ef. 6

O preparo maior é o espiritual. Uma pessoa se prepara para missões aprendendo mais uma língua, costumes, etc…, isto é bom mas só isto não funciona.

Os discípulos e os apóstolos estavam cheios do Espírito Santo. Exemplos:

  • Pedro e João
  • Estevão
  • Filipe
  • Paulo e Silas

Fala-se muito em missões transcontinentais, missões mundiais, etc…, e de fato o Evangelho tem sido pregado em todo o mundo, graças a este espírito missionário. Muitas pessoas viajam de um lado para outro, indo de uma nação para outra, de um continente para outro. Mas o resultado desta movimentação toda ainda deixa muito a desejar, estamos muito longe dos resultados da Igreja primitiva. E por que? Porque os requisitos básicos não tem sido preenchidos. As pessoas que são enviadas pelas Igrejas ou mesmo por Agências de Missões, tem o perfil errado de pessoas para serem enviados; muitas vezes escolhem pessoas por apadrinhamento, ou porque fizeram seminário, já vi em algumas igrejas enviarem pastores para outros países porque estas pessoas se tornaram para a liderança um fardo, um peso, tornaram-se “descartáveis”, então porque não podem dispensar esta pessoa, enviam-na para uma nação qualquer.  Qualquer motivo que não esteja suportado pela Palavra de Deus é errado.

Quais são os requisitos exigidos?

  • ter a chamada de Deus
  • ser cheio do Espírito Santo
  • ter o Espírito de Fé
  • ser provado
  • ser enviado
  • quem envia deve supervisionar

Qualquer pessoa que queira servir a Deus deve ter estas condições: I Tm. 3:1-13; Tt. 1:5-11

  • irrepreensível
  • marido de uma só mulher
  • temperante
  • sóbrio
  • ordeiro
  • hospitaleiro
  • apto para ensinar
  • não dado ao vinho
  • não espancador
  • moderado
  • inimigo de contendas
  • não ganancioso
  • deve governar bem sua própria casa
  • ter os seus filhos em sujeição com todo respeito
  • não neófito
  • deve ter bom testemunho
  • Ter a chamada de Deus

 

E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos: Lc. 6:13

E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Ef. 4:11-12 –

Todos nós temos a chamada de Deus para pregar o Evangelho, porém nem todos tem a chamada específica para ir pregar o evangelho em outros lugares, no meio de todos os discípulos Deus separa alguns para um propósito definido. Exemplo de Paulo – Gl. 1:15 – Mas quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça.

Muitos tem apenas a chamada feita por homens, mas a verdadeira é feita por Deus e confirmada pelos homens. Se alguém não tem a chamada de Deus no seu coração, jamais deveria atender a chamada dos homens. Muitos líderes evangélicos, para glória pessoal, fazem nomeações que jamais foram aprovadas por Deus, enviam pessoas que jamais teriam condições sequer de sair do seu bairro quanto mais ir para outra cidade ou mesmo outra nação, abrem supostas “igrejas” para divulgarem números, muitos nesta correria desenfreada por números enviam pessoas totalmente despreparadas e que não tem nenhuma chamada para o ministério, podem até ser bons irmãos, bons músicos na igreja local, um bom diácono, pode ser que fale bem, mas daí a ser enviado é outra coisa.

Quando temos a chamada de Deus em nosso coração, este ferve com a vontade de ir, queremos a qualquer preço desempenhar nossa chamada, e começamos a fazer isto a nossa volta, servindo na igreja local, procurando ajudar no que for preciso, sem colocar condições, estamos sempre dispostos, não tem hora nem dia; mesmo que estejamos trabalhando ou estudando, nossa mente está sempre focada em fazer algo para o Reino de Deus, queremos ser úteis, temos sempre uma palavra brotando em nosso coração, temos prazer em ler a bíblia, oramos muito, clamamos, intercedemos, muitas vezes vem uma agonia em nosso coração por vermos tanta gente perdida no pecado, temos o desejo de salvar estas pessoas e não nos calamos, queremos pregar o evangelho a todo o tempo. Se alguém não tem isso no seu coração, mas insiste em dizer que tem uma chamada de Deus para missões, desista, você nunca foi chamado; talvez tenha uma chamada para fazer turismo, que é o que muitos missionários acabam por fazer. Muitos tem chamada de Deus para Europa ou para os Estados Unidos, mas é muito difícil encontrar alguém com a chamada para África. Muitos tem a chamada para países ricos, aonde é gostoso fazer turismo.

A tempos atrás um irmão foi para a Europa participar de um evento em Portugal, depois do evento antes de voltar para o seu país, resolveu visitar uns missionários brasileiros que tinham sido enviados para Barcelona – Espanha. Este irmão procurou muito por estes missionários, e quando os encontrou veio a decepção – ao perguntar ao casal de missionários sobre a obra que eles vinham realizando naquela cidade recebeu uma resposta típica daquilo que chamo de mercenários: – não temos nada nesta cidade, aqui ninguém quer saber do evangelho, o povo tem o coração duro, é muito difícil. Mas estes missionários continuam enviando relatórios para o Brasil e continuam a receber o salário, e ainda, tanto o marido quanto a esposa estão trabalhando, cada um num emprego e estão recebendo em Euros. Será que estes missionários tem a chamada de Deus? É claro que não, aproveitaram de uma situação para simplesmente mudarem de país e tentarem ficar ricos. São mercenários – aqueles que lutam a guerra dos outros em troca de grandes quantias de dinheiro.

E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do Evangelho, Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna. Mc. 10:29-30

Este é o verdadeiro espírito de quem tem a chamada de Deus; deve deixar tudo por amor a Jesus e ao Evangelho.

 

Nota: (este tema ainda será amplamente explorado, vá para a LIÇÃO Nº 2 e LIÇÃO Nº 3